– 5 TRANSFORMAÇÕES –

A alimentação, as estações do ano e a energia.

Muito falo da relação entre os ingredientes, a estação do ano e as emoções. Se existem alimentos da época por alguma razão é. Bem sei que hoje em dia não precisamos de esperar pela época para matar o desejo ou comer o que tanto gostamos.

A produção industrial resolveu esta questão. Se fico contente por poder comer castanhas ou batatas doces o ano todo, também tenho a consciência de que não é um processo natural, pois existe uma época propícia para serem produzidas – respeitando a terra, a temperatura e etc. Mais uma vez, a tal consciência. Continuo a consumir, moderadamente, mas sei que não é o mais natural possível. O que não abdico é da origem, privilegio sempre a produção nacional, pelo menos sei que a viagem não é demasiado longa.

Mas, esta partilha é dedicada às 5 transformações ou à Teoria dos 5 Elementos. O que é isto?

Temos, obrigatoriamente, de ir à sabedoria e filosofia oriental. De acordo com a observação da Natureza, consideram haver 5 estágios intermédios de movimento da energia a que chamaram as 5 Transformações ou os 5 Elementos. Esses estágios de mudança energética são apelidados de: Energia Árvore, Energia Fogo, Energia Solo, Energia Metal e Energia Água.

Se anteriormente falei em estações do ano, que são 4, e agora apresento 5 elementos está alguma coisa a mais, certo? Sim, o Verão é dividido em dois elementos, o Fogo e o Solo – o pico da energia Fogo em todo o Verão e o fim do Verão (Setembro) na energia Solo.

Todos os estados estão interligados e dão origem ao seguinte, a Árvore dá origem ao Fogo que se transforma em Energia Solo, materializa em Metal e finaliza em Água. Que, posteriormente, se transforma novamente em Energia Árvore. Todos os processos são cíclicos, sejam as estações ou as horas do dia.

Cada energia remete-nos para necessidades distintas, desde as emoções que sentimos aos órgãos que estão em maior atividade. Daí que seja importante perceber que tipo de alimentos e métodos culinários devemos privilegiar em cada estação.

5 transformações

Assim temos:

. Energia Árvore que simboliza a Primavera, a energia ascendente e a manhã.

Órgãos: fígado e vesícula biliar.

Alimentos: cevada, trigo, centeio, aveia, couscous, bulgur, alho-francês, nabiças, lentilhas, ameixas, chucrute (pickles de couve), entre outros.

. Energia Fogo, representando o Verão com uma energia Fogo muito forte e rápida. Expansiva e associada à cor vermelha – os amores de Verão! 🙂

Órgãos: coração e intestino delgado.

Alimentos: milho, cevada, vegetais folha verde, alga wakame, óleo de sésamo, entre outros.

. Energia Solo associada ao fim da tarde e do Verão, aos estádios intermédios. A cor amarela representa esta energia e está associada à fertilidade, compaixão e relações sociais.

Órgãos: estômago; baço e pâncreas.

Alimentos: millet; vegetais redondos (abóbora, nabo, couve flor), entre outros.

. Energia Metal que se relaciona com o Outono. Simboliza a energia que sentimos ao anoitecer, concentrada e organizada.

Órgãos: pulmões e intestino grosso.

Alimentos: arroz integral; vegetais de folha/rama; feijão soja preto, entre outros.

. Energia Água remete para o Inverno, representando o estado líquido. Está ligada à noite e à cor preta.

Órgãos: bexiga, rins e reprodutores.

Alimentos: trigo sarraceno; feijão azuki; vegetais de raiz (cenoura, nabo); alga kombu, entre outros.

Curiosos para saber mais sobre cada Transformação/Energia?

Últimos posts

SnacksÚltimos Posts

Crackers Salgadas

Crackers salgadas ou bolachas marinheiras caseiras. Sem glúten, alimentos processados ou de origem animal. São um óptimo snack, saboroso e textura perfeita. Esta é uma…
SobremesasÚltimos Posts

Crumble

Crumble é uma sobremesa saborosa, suave e crocante ao mesmo tempo. Versão sem glúten, sem açúcar refinado nem alimentos de origem animal.