– BOLONHESA DE LENTILHAS –

Bolonhesa de lentilhas é quase sinónimo de um abraço no prato. É uma refeição tão aconchegante como nutritiva.

Se já tiveres as lentilhas cozidas é uma refeição express! O segredo desta receita é mesmo a qualidade do tomate – e a preparação do teu próprio molho de tomate. Não só no sabor, mas também nas propriedades do próprio legume.

O tomate é uma solanácea, por isso, devemos ter alguns cuidados quando o ingerimos. É um alimento interessante pela presença de licopeno – este antioxidante que ajuda na prevenção de doenças oncológicas, pois provoca o “suicídio” das células cancerígenas (dito de forma muito simples e figurativa :)). O licopeno mantém-se depois de cozinhado, por isso, a dica que deixo é que prefiram consumir tomate apenas na sua época e cozinhado – evitará a sobrecarga de consumo de solanina (uma propriedade tóxica e altamente inflamatória do tomate).

Se reparares no molho de tomate junto-lhe cenoura (também pode ser um pouco de abóbora) e miso, precisamente para cortar o ácido do tomate e neutralizar um pouco os efeitos negativos. Na verdade, podes usar este molho de tomate como base de pizza, condimento ou como topping para uma massa, por exemplo! Esta receita acaba por ser um 2em1 🙂

Quanto às lentilhas, podes usar as que tiveres em casa ou gostares mais, as verdes, as castanhas, as laranja… A única diferença será que, se usares as laranja -que não têm casca – não precisas de as cozinhar primeiro ou o tempo de confeção da receita será menor – pois cozinham muito rápido (precisamente por não terem casca).

Nas indicações da receita refiro para usares lentilhas já cozinhadas (cozo em quantidade e depois vou usando os frascos quando preciso para agilizar o tempo na cozinha), mas podes optar por cozinhar as lentilhas no próprio molho de tomate – terás apenas de acrescentar um pouco mais de água no passo 3.

Adoro fazer esta receita na época do tomate, saboreando-o em bom! Vais experimentar?

DIFICULDADE
INICIANTE

DOSES
4 DOSES

CONFECÇÃO

30 Min.

  • 5 tomates grandes
  • 1 cebola grande
  • 2 dentes de alho
  • 1 colher de chá de miso (opcional)
  • 500gr lentilhas (previamente cozidas, 250gr em cru)
  • 1 fio de azeite
  • 1 colher de chá de sal
  • orégãos q.b.
  • água q.b.
  • 1 folha de louro
  • coentros q.b. (opcional)

Lavar o tomate, retirar a pele e as sementes. Fatiar a cebola em meias luas finamente e picar os dentes de alho. Descascar a cenoura e cortar grosseiramente.

Num tacho, colocar a cebola, o alho, um fio de azeite, o sal, a folha de louro e os orégãos. Deixar saltear, em lume médio, até a cebola amolecer.

3

Adicionar o tomate, partido aos bocados, a cenoura aos cubos e a colher de miso (se desejares adicionar). Deixar cozinhar em lume brando durante cerca de 15 minutos, até o tomate estar muito bem cozinhado. Retirar a folha de louro.

Triturar com a varinha mágica para obter um molho de tomate cremoso (se estiver demasiado grosso, adiciona um pouco de água e volta a triturar para envolver bem todos os sabores).

Adicionar as lentilhas ao molho de tomate e deixar ferver durante mais 10 minutos, até os sabores estarem bem envolvidos.

Picar os coentros e colocar como topping, a gosto.

A reter:

  • Podes usar lentilhas castanhas, verdes ou laranja. As laranja – por não terem casca – não precisam de estar previamente cozidas, podes adicionar cruas no passo 4. Resulta numa bolonhesa mais cremosa, pois não terás a casca das lentilhas.
  • Se não tiveres as lentilhas já cozidas, o passo 4 será mais longo. Sendo que as podes cozinhar diretamente no molho do tomate, para isso terás de adicionar mais água no passo 3.